Produtividade preguiçosa: 10 formas simples de fazer apenas 3 coisas hoje

Mulher deitada na relva

Todos temos uma veia preguiçosa (alguns mais que outros!), mas também temos os nossos momentos áureos de produtividade onde trabalhamos a todo o gás, terminando tarefas e riscando-as da nossa lista de afazeres como se a nossa vida dependesse disso! No entanto, na maioria dos dias, só nos apetece fazer uma ou duas coisas para depois dormir a sesta! E a verdade é que não é preciso muito mais do que isso!

Executar poucas tarefas por dia pode fazer maravilhas ao seu nível de produtividade, isto porque vai permitir-lhe concentrar-se plenamente em menos actividades, fazendo com que essas tenham, em simultâneo, um maior impacto. De que forma é que a preguiça pode ser produtiva?

  1. Escolha apenas três coisas para fazer hoje. Ao estabelecer um limite, será obrigado a escolher apenas coisas importantes. Se não estabelecer um limite, vai tentar fazer tudo… o que implica que estará, de facto, ocupado, mas com coisas menos importantes também. Escolha apenas três coisas, mas faça uma escolha cuidada.
  2. Escolha pelo impacto, não pela urgência. Existem sempre coisas que parecem muito urgentes hoje e que acabam por empurrar para trás as coisas bem mais importantes. Mas pense assim: o que é urgente, é apenas urgente nas nossas cabeças. Daqui a uma semana, já não interessam. No entanto, se escolher algo que vai ter um impacto a longo prazo no seu trabalho e na sua vida, daqui a uma semana vai interessar… e muito! São essas tarefas de elevado impacto que mais interessam – as coisas que, com o tempo, vão marcar a diferença, trazendo-lhe reconhecimento, sucesso e novas oportunidades.
  3. Faça a sua escolha na noite anterior. Planeie os seus três afazeres na noite anterior, assim estará pronto a trabalhar quando acordar no dia seguinte. Como escolheu e planeou as tarefas com tempo e calma, não há nada de urgente nessa pequena lista – o que é uma excelente maneira de começar o dia!
  4. Comece imediatamente. A primeira coisa a fazer quando começar a trabalhar é extremamente simples: comece pelo primeiro dos três afazeres. Não se distraia, fazendo pequenas coisas, num adiamento inconsciente. Apenas comece. Mãos à obra.  
  5. Não veja o seu email até completar a primeira tarefa. Vai surgir sempre o desejo de ir espreitar o email (ou qualquer outra distracção que tenha no trabalho), mas há que resistir! Deixe que isso seja o seu prémio por concluir a primeira tarefa da sua lista. Deixe que a vontade de ser preguiçoso o motive a terminar esse afazer… afinal de contas, depois só vão faltar mais duas coisas!  
  6. Escolha uma quarta tarefa, sobre a qual pode procrastinar. É aqui que pode pôr a procrastinação a trabalhar para si. Este truque funciona mesmo: coloque, em primeiro lugar na sua lista, uma tarefa grande, sim aquela que anda a temer há já algum tempo. Vai, inevitavelmente procrastinar essa primeira tarefa e acabar por trabalhar nas outras três. Mesmo que esteja em fase de procrastinação, vai conseguir concluir três tarefas essenciais. E a quarta? Como é que a vai conseguir “despachar”? É fácil: quando surgir outra coisa que não quer mesmo fazer, passe essa para o primeiro lugar da lista e concentre-se na tal quarta tarefa.  
  7. Faça uma pausa entre tarefas. Cada vez que terminar um dos três afazeres, faça uma pequena pausa. Dez, quinze ou vinte minutos – aquilo que precisar – afinal de contas não estamos numa fábrica ou linha de montagem! Dê uma caminhada. Vá tomar um café ou beber um copo de água. Dê dois dedos de conversa com alguém. Veja os seus emails ou blogues. Terminada a pausa, ataque a próxima tarefa.  
  8. Quando terminar, festeje. Uma vez concluídas as suas três tarefas importantes, tire uma sesta, saia mais cedo, navegue na Internet. Merece! Já executou três tarefas cruciais hoje, o que é mais do que a maioria das pessoas consegue fazer. Podem fazer, por exemplo, sete coisas mais pequenas, mas provavelmente foram muito menos produtivos.  
  9. Agrupe as tarefas mais pequenas. Terá, inevitavelmente, pequenas coisas a tratar ao longo do seu dia. Adie-as para a tarde ou para o final do dia e depois execute-as em grupos: faça todos os seus telefonemas, envie e responda a todos os seus emails, trate de todos os papéis que tem em cima da secretária. O mais importante é não permitir que esses afazeres, pequenos e rotineiros, atrasem as grandes tarefas.  
  10. E se tiver de fazer mais? Pode sempre escolher mais do que três tarefas mas, o mais certo é não conseguir completá-las a todas, por isso, comece por escolher apenas três, deixando mais três para o dia seguinte. O mundo não vai acabar e a vida continua! Para além disso, vai andar muito menos stressado.
Avaliação: