Como dizer não aos pensamentos negativos

Mensagem de erro

  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).

Está provado que os pensamentos negativos fazem mal à saúde. Para além de impedirem o sorriso e fazerem crer que a vida é excessivamente complicada, podem aumentar os níveis de ansiedade e até provocar problemas cardíacos. Então, se sabemos isto, porque é que existem pessoas que continuam a alimentar pensamentos negativos, afundadas em tristeza e pessimismo, quando na verdade poderiam viver uma vida bastante mais leve e alegre?

Não é fácil estar constantemente feliz ou confiante, mas é possível arranjar estratégias para que isso aconteça com regularidade. Ocasionalmente, todos somos assolados por pensamentos menos agradáveis, que nos deixam desanimados, que nos fazem ter perceções erradas das situações, e que ainda conseguem influenciar aquilo que achamos de nós e dos outros. No entanto, trata-se de situações efetivamente ocasionais. Quando os pensamentos negativos são rotineiros e se instalam confortavelmente na vida de uma pessoa, está na hora de tomar medidas – de preferência, positivas!

3 formas de lidar com pensamentos negativos

  1. Identificá-los. Antes de mais, identificando-os. Quais são os pensamentos negativos que nos deixam desconfortáveis, com raiva, deprimidos e até com medo? Ponha a mão na ferida e identifique-os! Depois disso, há que procurar descobrir a origem desses pensamentos e resolvê-la. Esta atitude é também um começo para uma nova forma, mais assertiva e correta, de lidar com os problemas, contribuindo, consequentemente, para um maior equilíbrio emocional.
  2. Transformar o negativo em positivo. Outro método para gerir e lidar com os pensamentos menos agradáveis passa por transformar o pensamento negativo em algo positivo. No momento em que surge um pensamento negativo, devemos substitui-lo, de imediato, por outro – mais concretamente por um pensamento positivo. Se, por exemplo, acordamos com a angústia e o desânimo de ir trabalhar, devemos pensar que é precisamente o emprego que nos permitirá gerir a nossa vida e até poupar algum dinheiro para fazermos as férias com que andamos a sonhar, por exemplo. Este é um treino diário que deve ser praticado de forma a conseguir ultrapassar a síndrome do pensamento negativo.
  3. Não ignorar os pensamentos negativos. Os pensamentos negativos não podem ser simplesmente ignorados – devem ser resolvidos e, de preferência, rapidamente! E isso implica a real necessidade de procurar sempre o lado bom de todas as situações, até porque ele existe e está à nossa espera. O casamento terminou? Passado o período de luto, há que perceber que, provavelmente, o divórcio será uma oportunidade para recomeçar a vida e, quem sabe, encontrar finalmente a sua cara-metade. Não se trata de se ser ingénuo. Trata-se de lutar pela felicidade.

4 maneiras de construir pensamentos positivos

  1. Ser positivo é uma escolha, não uma condição. E todas as vidas, por mais complicadas que sejam, têm sempre múltiplos lados positivos e bons. Por isso, se os pensamentos negativos teimarem em aparecer, lembre-se das coisas que lhe trazem real felicidade. Tanto pode ser o som da chuva a cair, como o café que bebe todos os dias com os colegas do escritório, como o abraço dos seus filhos ou um simples sorriso da pessoa que ama. Essas coisas são mais do que suficientes para acabar com qualquer pensamento mais negativo.
  2. A felicidade tem de ser construída. É também importante não esquecer que a felicidade vai-se construindo. Por isso, devemos dedicar mais tempo àquilo que gostamos de fazer, seja ler um livro, ouvir música, passear ou ir ao cinema. Cultivar momentos de felicidade é o caminho certo para a construção e manutenção do bem-estar emocional e psicológico.
  3. Praticar exercício físico. A atividade física é também uma excelente forma de combater a depressão e o negativismo, pelo que uma simples caminhada ou uma aula de pilates poderão ser suficientes para alimentar a autoestima e, consequentemente, os pensamentos positivos.
  4. Não adie a felicidade. Comece já hoje a implementar estratégias de combate aos pensamentos negativos e, com o passar do tempo, irá reparar que vai conquistar uma autoestima maior e mais saudável. E vai perceber que, afinal, a sua vida sempre foi recheada de coisas boas. E positivas!
Avaliação: