Como deixar de ser um workaholic

Mensagem de erro

  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/estadoze/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).

Não há nada de errado com o trabalhar muito – pode ser divertido e motivante, pode representar uma enorme satisfação e valorização pessoal e profissional. Mas a verdade é que há mais na vida para além do trabalho – é preciso reconhecer que relaxar é importante e que o stress em excesso pode revelar-se um verdadeiro problema. Quando o trabalho domina a sua vida e começa a causar problemas – com as relações pessoais, saúde e felicidade – é preciso parar e refletir. Saiba como deixar de ser um workaholic, ou seja, como equilibrar a vida pessoal e profissional.

Deixe de ser motivado exclusivamente pelo sucesso

Antes de mais, atenção, não há nada de errado no que toca ao sucesso profissional e ao orgulho associado ao mesmo – é natural que se sinta bem com as suas concretizações profissionais. No entanto, essa não deve ser a única motivação na sua vida. Quais são as outras motivações importantes? Fazer coisas que adora, criar algo magnífico, passar tempo com as pessoas que ama, participar em atividades divertidas e diferentes.

Se o trabalho é algo que adora e que o motiva, ainda bem. Na realidade, é provavelmente uma das poucas pessoas que tem o privilégio de se sentir assim. Mas tem de haver mais na sua vida – quais são as outras coisas que lhe trazem felicidade? Passatempos? Passear ao ar livre? A companhia da família e dos amigos?

Pense em 4 ou 5 coisas que lhe trazem grande felicidade e motivação – pelo menos uma dessas coisas deve incluir uma pessoa(s) e outra não deve estar relacionada com o trabalho. Precisa de ter algum tipo de balanço na sua vida. Deixe que estas coisas lhe tragam bem-estar e vontade, deixe-se motivar pela sua paixão por elas. Se for casado e tiver filhos, por exemplo, deixe que a sua vida seja motivada pelo simples pensamento de passar tempo de qualidade com eles.

Deixe de ser um workaholic

O que é um workaholic? Alguém que trabalha demais – muitas horas no dia, não consegue parar de trabalhar, nem à noite ou fim-de-semana, está obcecado com o trabalho, ao ponto de ignorar as restantes áreas da sua vida. Se este retrato lhe parecer familiar, pode precisar de ajuda. Mais do que ler este artigo, pode precisar do apoio de familiares, amigas, um terapeuta ou até de um grupo de apoio (virtual ou real). Não tem de ter vergonha, simplesmente tem de vencer este vício. Se acha que o seu caso ainda não é muito grave, existem várias coisas que pode fazer para conseguir o tão desejado equilíbrio entre a esfera pessoal e profissional.

  • Em primeiro lugar, estipule uma hora de saída diária, que cumpre e a partir do qual não recebe mais chamadas do escritório – informe as pessoas com quem trabalha sobre isto. Em adição, não leve trabalho para casa. Quando chegar a hora de sair, saia… o resto pode esperar por amanhã.
  • A partir dessa hora, não volte a ver os e-mails ou a fazer qualquer outra atividade relacionada com o trabalho. Desligue o telemóvel, o iPhone e até mesmo o computador de casa e faça outra coisa qualquer. Outra regra fundamental é evitar levar ou estar a ver os e-mails no Blackberry quando estiver de fim-de-semana, a participar em momentos de família, atividades com as crianças e especialmente em tempo de férias.
  • Em terceiro lugar, faça questão de agendar outros programas na sua vida: faça exercício físico com um amigo depois do trabalho, planeie saídas românticas com a sua cara-metade, leve o seu filho à natação, dedique-se ao seu hobby preferido. Ao ter este tipo de atividades planeadas, vai ser mais fácil deixar de trabalhar e deixar de pensar no trabalho.
  • Estes três passos são um excelente maneira para começar a deixar de ser um workaholic. Comece por concentrar-se primeiro nestes e seja firme consigo próprio, para depois passar aos restantes. Não pode haver exceções!

Aprenda a relaxar e a aliviar o stress

Na realidade, este deve ser o passo mais fácil, afinal de contas trata-se de algo divertido, mas a verdade é que existem muitas pessoas que têm uma enorme dificuldade em relaxar e aliviar o stress.

  • Por isso mesmo, há que começar com passos pequenos. Se tem dificuldade em relaxar, não precisa de tentar fazer isto logo numa semana ou num mês, comece antes por parar e destressar durante curtos períodos de tempo, ou seja, blocos de 10 ou 15 minutos. Aos poucos vai habituar-se a este tempo tranquilo e vai começar a conseguir usufruir dele durante muito mais tempo.
  • Em segundo lugar, agende algum tipo de atividade física todos os dias. Pode ser uma caminhada, uma sessão de jogging, ciclismo, natação, jogar futebol ou basquetebol. Não interessa a modalidade, interessa mexer-se e, de preferência, sempre ao ar livre. Já sabe, comece apenas com 10 ou 15 minutos por dia e embora inicialmente pode não acertar logo na atividade que mais gosta de fazer e que mais o vai ajudar a destressar, não há nada como experimentar.
  • Em terceiro lugar, agende algum tempo de qualidade sozinho. Pode ser algo tão simples como ler descansado durante 10 minutos, fazer uma pequena caminhada sozinho, tomar um bom banho de imersão ou fazer um pouco de meditação. O ideal é fazer esta atividade em silêncio, sozinho e sem qualquer tipo de distração, ou seja, num local tranquilo, limpo e arrumado, onde não terá ninguém a bater-lhe à porta. Peça aos colegas de trabalho (se for no escritório) ou aos familiares (se for em casa) para o ajudar, respeitando o seu tempo de silêncio. Aos poucos, vai alargando esse tempo de qualidade consigo próprio de 10 minutos para 15, 20, 30 minutos, até chegar aos 45-60 minutos diários.

Aprenda a gostar de relaxar

Para quem adora relaxar, este passo é um pouco difícil de compreender, mas para quem é um workaholic aprender a gostar de relaxar pode ser extremamente difícil. No fundo, requer uma alteração de atitude e de pensamento porque é necessário deixar de pensar que o trabalho é o único caminho virtuoso, que vale a pena na vida. Claro que trabalhar muito e bem é bom sinal e sabe bem, mas ser preguiçoso e relaxar completamente também é maravilhoso. Temos de conseguir dar a nós próprios permissão para relaxar e para gostar de o fazer.

  • Relaxar e ser preguiçoso é fundamental para a saúde, felicidade e bem-estar geral. Os nossos corpos e mentes precisam de recuperar todos os dias e todas as semanas, caso contrário algo vai correr mal: ficamos exaustos, as nossas relações com os outros sofrem, a nossa saúde ressente-se. Por isso, há que pensar no relaxamento como uma necessidade, como uma coisa muito boa.
  • Faça apenas aquelas coisas que lhe dão um enorme prazer. Esqueça todas as outras coisas que estão na sua agenda ou que tem na cabeça e viva o momento, viva a descontração ao máximo. Concentre-se no prazer que está a retirar dessa atividade e na forma maravilhosa como ela o está a fazer sentir. Inspire fundo e sinta todas as suas tensões a desaparecerem.
  • Para conseguir tudo isto, tem de dar tempo ao tempo. Pode parecer estranho, mas aprender a relaxar demora o seu tempo e irá adaptar-se devagar e gradualmente. Acima de tudo, tem de conseguir, com passos pequenos e ao bloquear todos os pensamentos negativos e relacionados com trabalho que possam surgir. Coloque esses pensamentos de lado e concentre-se exclusivamente naquilo que está a fazer agora. Esta transformação não vai acontecer da noite para o dia, mas vai acontecer… e quando acontecer vai ser maravilhoso.
Avaliação: