Coloque os seus gastos em marcha atrás

Mulher às compras

Saber poupar parece ser uma das grandes tendências mundiais neste momento e os motivos são mais que muitos: desemprego, doença, filhos, aumento do custo de vida, voltar a estudar, criar um fundo de reserva, preferir um estilo de vida mais frugal… Razões válidas, pessoais e intransmissíveis, menos para aqueles que não conseguem deixar de gastar dinheiro, comprando desnecessariamente, gozando de uma satisfação momentânea que desaparece mal arrumam os sacos. Saiba como colocar os seus gastos em marcha atrás e ser feliz por isso. 

Gastar muito, sem ganhar mais felicidade por isso

Com o passar do tempo e à medida que os seus vencimentos aumentam, a maioria das pessoas eleva as suas expectativas – vai poder comprar mais e melhor e, por consequência, vai ser mais feliz. No entanto, essa sensação é de muito curto prazo, porque a felicidade em geral não aumenta, simplesmente porque rapidamente nos habituamos ao nosso novo estilo de vida. Quando começar a ganhar mais dinheiro pode trocar o seu Fiat por um BMW e a Zara por a Prada, mas o prazer inicial é passageiro, porque em pouco tempo, e mesmo que os seus gastos evoluíram permanentemente, já voltou ao seu nível de felicidade habitual.

Marcha atrás

Tudo isto significa que pode gastar menos dinheiro sem comprometer a sua felicidade. Já alguma pensou nisso? Já alguma vez pensou que pode viver bem com menos? O gesto é precisamente o inverso, trocar o caro pelo mais barato: em vez de tomar o pequeno-almoço fora todos os dias, saboreá-lo em casa; em vez de comprar roupa apenas de estilistas conceituados, adquirir peças de cadeias internacionais; esta lista quase não tem fim e, no fundo, cada um de nós sabe exactamente aquilo que pode fazer para colocar os seus gastos em marcha atrás. Porém, isto deve ser feito de forma gradual, para não chocar negativamente todas as suas expectativas e, principalmente, para que não se sinta privado. Pelo contrário, a ideia é sentir-se satisfeito e orgulhoso de ter conseguido descobrir um substituto mais económico para o que um dia foi um velho luxo.

Como “meter” essa mudança

Embora colocar os seus gastos em marcha atrás seja apenas uma das muitas formas de saber poupar e gerir as suas finanças pessoais, é uma excelente maneira de começar. Veja como.

  • Diminua as suas expectativas gradualmente. Não tem de, um dia para o outro, deixar de comprar Louis Vuitton e passar a fazer compras exclusivamente na feira semanal da sua cidade. Também não alcançou o seu actual estilo de vida da dia para a noite, por isso, não é necessário fazer a marcha atrás de uma só vez.
  • Comece pequeno. Almoce em casa, leve o lanche para o trabalho, vá à cabeleireira uma vez por semana apenas, compre menos revistas, não compre sacos plásticos, reutilize-os… pode parecer pouco, mas começar por eliminar pequenas despesas é uma excelente forma de iniciar, em segurança, essa marcha atrás. Para além disso, ganhará confiança na sua habilidade de controlar os seus próprios gastos.
  • Motive-se com esta forma de gastar mais simples. Em vez de se concentrar em quão melhor as suas coisas são em relação às dos seus vizinhos ou amigos, pense na pessoa frugal em que se tornou, na vida minimalista que finalmente conseguiu começar a viver. Há algo de muito satisfatório em conduzir um carro modesto quando se sabe que pode comprar um automóvel topo de gama.
Avaliação: