17 dicas imbatíveis para um dia de trabalho relaxado e pacífico

rapariga a passear no campo

Trabalhar de manhã à noite sem parar pode ser, como todos nós sabemos, muito stressante. O resultado mais provável de um dia longo e cansativo será corpo e mente exaustos, um espírito fragilizado. E amanhã começa tudo de novo. Porque é nos locais de trabalho que passamos a maior parte das nossas vidas, é importante viver um quotidiano mais saudável e mais feliz. Saber que está nas suas mãos criar e manter dias de trabalho relaxados e pacíficos, é meio caminho andado. Para o caminho que falta, ficam estas dicas.

  1. Faça menos. Fazer muito e depressa não significa que está a fazer bem, e muito menos que esteja a ter um dia relaxado. Por isso, em vez de tentar fazer tudo, correndo como um louco entre a fotocopiadora, o telefone, o gabinete do director, o telemóvel, o departamento de produção e o computador, faça menos. Reduza a sua lista de afazeres, escolhendo trabalhar naqueles projectos ou tarefas com maior impacto, aqueles que terão mais valor a longo prazo. Podem ser apenas 3 ou 4 coisas, mas serão coisas com uma influência muito forte na sua vida.
  1. Crie uma rotina matinal. Acima de tudo, esta deve ser uma rotina tranquila: pode ser uma sessão de jogging, um pequeno-almoço sumptuoso, ter tempo para ler o jornal enquanto bebe o seu café ou simplesmente mais 5 minutos a dormir. Comece o dia devagar e como mais gosta.  
  1. Prepare tudo o que precisa de véspera. Aqui, pode criar outra rotina, uma que lhe permita preparar e adiantar algumas coisas de véspera, para não ter de andar a correr de manhã a fazer tudo. Pode ser escolher a roupa que vai vestir no dia seguinte, pôr a mesa para o pequeno-almoço, organizar as mochilas dos seus filhos ou pegar na sua agenda e planear tudo o que tem de fazer amanhã e como vai fazê-lo. Quando acordar, já vai ter tanta coisa feita! 
  1. Comece o dia na banheira. Dependendo dos seus gostos, um bom duche pode ser muito revigorante, enquanto um banho de imersão é um excelente renovador. O efeito tranquilizante da água é tudo o que precisa para começar mais um dia.
  1. Faça exercício físico logo pela manhã. Não há nada como a adrenalina para começar o dia com o pé direito – seja uma caminhada, uma volta ao quarteirão de bicicleta ou 20 minutos de Pilates. Não precisa de suar todas as manhãs, mas garantimos-lhe que, quando o fizer, os seus níveis de energia e bem-estar geral estarão em alta durante o resto do dia.
  1. Trabalhe em silêncio. Procure trabalhar sempre com um ambiente silencioso. Isto pode ser conseguido ao fechar a porta do seu escritório, chegar mais cedo de manhã, ou seja, antes de toda a gente, ou alterar a sua hora de almoço, para poder trabalhar tranquilamente enquanto a maioria foi almoçar. Se trabalha em casa, pode aproveitar para acabar aquele relatório quando ainda estão todos a dormir ou, se preferir, no silêncio da noite. O importante é conseguir fazer algo produtivo nos intervalos da azáfama diária. 
  1. Um ambiente de trabalho minimalista. Mantenha apenas o essencial em cima da sua secretária e em seu redor, se não, terá mil e uma distracções visuais. Isto não quer dizer que não possa ter alguns livros, objectivos decorativos ou fotos de família na sua mesa, mas não abuse! Pouco, mas bom. Um ambiente de trabalho simples, organizado e sem distracções será um ambiente de trabalho tranquilo e produtivo.
  1. Desligue as distracções. Sim, sabe perfeitamente do que estou a falar: telefones, telemóveis, avisos de recepção de e-mails, Messenger, Twitter… tudo aquilo que poderá desconcentrá-lo do trabalho que tem em mãos, obrigando-o a desviar atenções para trás e para a frente.
  1. Reduza o número de compromissos. Pense em todas as coisas que preenchem a sua vida e decida o que é realmente essencial. Isto quer dizer que provavelmente terá de fazer algumas escolhas, elegendo uma mão cheia de prioridades. Feito isso, vá eliminando o que já não é uma prioridade. Assim, não estará no escritório a (tentar) fazer contabilidade e a pensar no curso de direito fiscal em que se inscreveu, mas que não lhe apetece frequentar!
  1. Falte às reuniões. Se tiver um cargo que lhe permite faltar a reuniões, aproveite e faça-o. A maioria é uma perda de tempo e certamente saberá distinguir entre essas e aquelas que não pode perder. Alguém irá informá-lo do que se passou nas restantes. É verdade que as reuniões podem ser produtivas, mas existem outras que podem ser facilmente transformadas num comunicado e enviado por e-mail a todos os colaboradores. Ao reduzir o número de reuniões que ocupam a sua agenda, vai ganhar mais tempo para trabalhar e de forma mais tranquila.
  1. Uma coisa de cada vez. A concentração e a entrega é tudo num trabalho, seja qual for. Demoraria, por exemplo, o dobro do tempo a escrever este artigo se estivesse a ser constantemente interrompido pelo telefone ou para verificar se chegou algum novo e-mail. Procure canalizar as suas energias e concentração numa tarefa de cada vez. Entregue-se a tudo aquilo que fizer. Entregue-se a 100%.
  1. Faça intervalos e alongamentos. O ser humano não é uma máquina, por isso, há que fazer uma pausa de vez em quando para levantar-se, ir à casa de banho, espreguiçar-se (sim é feio, mas sabe tão bem… aproveite e faça-o quando for ao WC!), beber um copo de água ou comer uma maçã. Descontraia os ombros, pescoço e cabeça, para manter uma posição e um estado de humor relaxado ao longo de todo o dia. 
  1. Dê um passeio. Se tiver essa liberdade, dê um curto passeio ao ar livre durante o seu dia de trabalho. Para além de descontrair, vai arejar as ideias (e quem sabe arranjar novas!), ganhar uma nova perspectiva sobre o que está a fazer ou sobre algo que esteja a preocupá-lo. Ah, e é excelente para o sistema circulatório e se calhar ainda consegue queimar algumas calorias! 
  1. Almoce em silêncio. Por vezes, os almoços são aproveitados para tratar de negócios ou de assuntos pessoais. Esqueça tudo isso e saboreie a hora do almoço em paz e em silêncio: procure um restaurante sossegado, vá almoçar a casa e aproveite para ler alguns capítulos do seu livro ou compre uma sandes e vá para o parque da cidade gozar uma hora de almoço meditativa.  
  1. Dedique-se às mini-meditações. Não precisa de um local sagrado, nem de um colchão especial ou música zen com o som das ondas do mar em fundo. Esteja onde estiver, feche os olhos e concentre-se na sua própria respiração – inspiração, expiração, inspiração, expiração… Esta pequena técnica de meditação vai ajudá-lo a concentrar-se, independentemente do caos que possa estar à sua volta. 
  1. Aprenda a concentrar-se no presente. Esta dica está intimamente ligada às mini-meditações e ao acto de fazer uma coisa de cada vez. Em vez de se preocupar com aquilo que não fez ontem ou com o que tem de fazer para a semana, concentre-se no que está a fazer aqui e agora. Claro que não é fácil, os nossos cérebros não param e estão sempre a fervilhar com ideias, lembretes e pensamentos, mas é uma questão de prática. Acredite que sim. Quando a sua mente começar a divagar para a lista de supermercado, vá resgatá-la, trazendo-a de volta para a tarefa que está à sua frente. Com isto, conseguirá paz e clareza de mente todo o dia.  
  1. Deixe a vida fluir. Por mais que faça para criar e manter os seus dias livres de stress, há sempre alguma coisa que corre menos bem. É a vida. Aqui, o mais importante é a forma como reagimos aos obstáculos e às partidas que a própria vida nos prega – vamos entrar em histerismos e ter um colapso nervoso ou vamos aceitar o que não podemos mudar e tomar uma decisão relativamente ao próximo passo? Quando as coisas parecem fugir do seu controle ou sente que está numa maré de azar, é importante dar dois passos para trás e olhar para a situação com outros olhos. Parte dessa nova perspectiva é convencer-se que, em poucos dias ou em algumas semanas, tudo estará resolvido e esquecido. Por isso, preocupe-se com o que realmente interessa e procure esquecer o supérfluo e o passageiro.
Avaliação: